Sobre Turma da Mônica Jovem

Olá humanos! Mais um #Recomendo para vocês e dessa vez com Turma da Mônica Jovem. Quem acompanhou os personagens de Maurício de Sousa durante a infância, certamente vai gostar da versão adolescente deles, quem ainda não conhece a versão crescida da nossa turma favorita, vai conhecer agora. E quem conhece, mas não teve interesse em ler, esperamos convencê-lo a tentar.

Vamos lá.  A primeira edição foi lançada em agosto de 2008 e mostra a turma com 7 anos a mais do que eles têm nos gibis. Logo de cara já começamos com um barraco daqueles!

Feita a apresentação dos personagens e depois de mostrarem o quanto eles mudaram, cresceram e blá blá blá, já começa a treta. Eles viajam por várias dimensões, com guias espirituais e umas paradas bem loucas para ir contra uma nova vilã, muito diva e poderosa. Só a saga inicial dura 4 edições.

Uma das principais características de Turma da Mônica Jovem é a fuga da realidade, assim como nos gibis, constantemente eles vivem aventuras bem fora do cotidiano, como por exemplo nas edições 06,07 e 08 em que eles vão para uma excursão a bordo de uma estação espacial! Gente, melhor escola que dá uma excursão espacial. Resumidamente, eles interagem com seres de outros planetas, robôs e coelhos da realeza (oi?).

Claro que eles também têm edições que focam bastante em acontecimentos do cotidiano, situações absolutamente normais como por exemplo: Notas baixas na escola, aquele leve trampo que você pega para conseguir dinheiro para o cinema, uma pequena obsessão por jogos virtuais, um crush novo na escola… Coisas desse tipo.

Como não poderia faltar, tio Maurício não perde uma chance de se inspirar em histórias de sucesso e adaptá-las para o seu universo, como foi o caso de Death Note:

Que foi adaptado para Caderno do Riso, ou seja, em vez de matar a pessoa que tem seu nome escrito, ele faz com que a vítima tenha uma crise de risos… Parece tosco, na verdade é meio tosco, mas a trama original é meio pesada para o público alvo de TMJ… Sem contar que seria um plágio bem mais intenso.

Uma coisa pela qual Turma da Mônica Jovem pode ser considerada incrível, é por suas edições de terror! A primeira foi a de número 39: Histórias de Arrepiar. Onde a turma se reúne num antigo casarão com uma moça e começam a contar histórias de terror, mal sabendo que o verdadeiro mal está na garota estranha que os esperava lá.

Mas, o verdadeiro início das sagas de terror, veio com as edições 51 e 52: Sombras do Passado, que foram lançadas em outubro de 2012. Com o retorno das inimigas de infância da Mônica, as meninas do Bairro das Pitangueiras.

E teve continuação exatamente um ano depois, com a edição Dia das Bruxas super especial e cheia de revelações, além de uma capa maravilhosa que brilha no escuro. No meio dessa treta, é revelado que, assim como sua Tia Nena, Magali também é uma bruxa. (E vocês achando que aquelas menções à bruxaria quando a tia Nena aparece nos gibis são só zoeira).

Resultado de imagem para tmj 63

E mais um ano depois, foi continuada nas edições mais polêmicas, assustadoras e pesadas de Turma da Mônica Jovem, a saga de Umbra.

Do começo ao fim é um maldito suspense e um mistério enorme envolvendo entidades, espíritos e uma antiga lenda já conhecida da turma, a Jumenta Voadora, só que é mostrado um lado muito mais obscuro dessa história, com direito à mortes, isso mesmo, MORTES. Sem querer dar spoilers, mas já dando, todos os quatro personagens principais morrem de uma maneira horrível, mas como a história não podia parar, eles retornam, claro que nada como antes, principalmente para Magali e Cebola, que são dois pontos importantes nessa história, assim como Denise e Xaveco, mais precisamente, suas versões do futuro. i449414

Acima vemos os queridíssimos Filhos de Umbra, as almas das crianças mortas pela Jumenta Voadora. Da esquerda para a direita: Absinto (ele tem poderes de pirocinese, ou seja, controlar o fogo), Perna de Pau (assim como um boneco de voodoo, ele transfere sua dor para suas víitmas), Violinista (ele tem o dom da premonição, principalmente para ver a morte das pessoas), Porta Voz (seu principal dom é o da possessão, ele faz isso com a Magali inclusive), Bailarina (ela dança entre a loucura e a sanidade, sendo capaz de criar ilusões e viajar pelas lembranças das pessoas), Sangria (como o nome sugere, ela controla todo e qualquer sangue, sendo capaz até mesmo de transformar água em sangue) e Viúva (ela rege a marcha fúnebre, podendo controlar os mortos).

A continuação da saga veio apenas dois meses depois, com as edições 78 e 79, que foram mais focadas no que aconteceu (acontecerá?) no futuro e em porquê temos Xavecão e Denise do Futuro no nosso tempo.

Continuando, temos um pedaço dela EM UM INCRÍVEL CROSSOVER COM CHICO BENTO MOÇO! Que aliás, encerra a primeira temporada da Saga do Fim do Mundo, como é chamada a Saga que envolve a história de Umbra e as tretas do futuro.

Gente, acontece tanta treta envolvendo a alma da Rosinha, alienígenas e a Denise passando o rodo em todos os boys que nossa, é muito legal. Não queremos dar sérios spoilers aqui, até mesmo porque qualquer detalhe pode afetar várias outras edições.

Desde o fim da primeira temporada dessa saga até seu retorno, as edições passaram a se focar no cotidiano nada comum da turma, isso inclui a evolução de seus relacionamentos amorosos, sejam eles bons ou não, como por exemplo, Mônica e Do Contra namorando… Gente, oi?

Mas vamos voltar à Supersaga de Fim do Mundo, porque eles não cansaram e nem muito menos a gente! Nas edições 90, 91 e 92, onde começa a segunda temporada dessa história, e mais uma vez envolve mortes, entidades e consequências de ações erradas no passado de um velho conhecido da turma.

E mais uma vez houve uma pausa para focar no cotidiano e em tretas normais, ou nem tanto assim, afinal colocaram até a Medusa no meio, mas já na atual edição teremos mais um pedaço da Super Saga. Só que, infelizmente, nós ainda não lemos e por isso não podemos contar para vocês. Só o que sabemos é que tem FIVE NIGHTS AT FREDDY’S no meio! Gente, o Maurício não perde um tópico atual!

Se vocês quiserem que nós façamos posts com reviews das edições que envolvem a Saga Fim do Mundo, uma por uma, com detalhes, deixem nos comentários e curtam o post, será um prazer dar a nossa opinião com mais detalhes sobre todo esse barraco.

Enfim, são 8 anos de Turma da Mônica Jovem, não faltam histórias para falar, isso porque nem mencionamos algumas importantes, como a edição 50 que mostra o casamento do Cebola e da Mônica ou falamos da personagem mais surpreendente e adorada, a Denise. ISSO MESMO, A DENISE! ELA REINA! Nesse Recomendo nós trouxemos para vocês o ponto alto de tudo que o Maurício fez com esses personagens, ele criou uma história contínua que foi muito bem construída e não parece estar nem perto de terminar.

Ah, antes que a gente esqueça, essa é nossa singela coleção de Turma da Mônica Jovem:img_2960

Sim, tem todos aí (com exceção da edição 30 que foi perdida durante uma mudança, triste fim)! E vejam só que legal nessa imagem, a diferença na cor das páginas das primeiras edições até as atuais, uma verdadeira demonstração de o quanto o tempo passa:

img_2964

E é isso, esperamos que tenham gostado! Não se esqueçam de deixar suas opiniões nos comentários! Beijos e até o próximo!

Canários Coloridos.

Anúncios

2 comentários em “Sobre Turma da Mônica Jovem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s